Al Youm / Al Saabi / REUTERS
Al Youm / Al Saabi / REUTERS

Bomba mata capitão da polícia egípcia no Cairo

Mais tarde, aviões de combate mataram oito supostos militantes islamistas no Sinai, de acordo com fontes de segurança

O Estado de S. Paulo

13 de fevereiro de 2015 | 14h55

Uma bomba deixada ao lado de uma estrada no Cairo matou um capitão de polícia e feriu outras oito pessoas nesta sexta-feira, 13, informou o Ministério do Interior.

Mais tarde, aviões de combate do país mataram oito supostos militantes islamistas no Sinai, de acordo com fontes de segurança.

Não ficou claro se os ataques aéreos foram uma retaliação pela explosão. O governo egípcio enfrenta uma insurgência islâmica que já matou centenas de policias e soldados desde que o Exército depôs o presidente islâmico moderado Mohamed Morsi, em 2003, após protestos em massa.

Ninguém reivindicou a autoria do ataque a bomba desta sexta no Cairo, ocorrido no bairro de Ain Shams e que deixou um civil e sete policiais feridos, além do capitão que morreu no hospital devido aos ferimentos. / REUTERS

Tudo o que sabemos sobre:
EgitoCairo

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.