Bomba mata criança e fere 19 em templo na Índia

Uma bomba escondida em um recipiente de metal explodiu hoje durante uma cerimônia hindu, matou uma criança e deixou 19 pessoas feridas, dentre elas quatro estrangeiros, num templo da cidade sagrada indiana de Varanasi. A polícia suspeita de ataque terrorista, mas não citou quais seriam os suspeitos. A bomba estava no interior de um recipiente para leite no Sheetla Ghat, uma das várias escadarias que dão acesso ao rio Ganges, informou o policial Brij Lal.

AE, Agência Estado

07 de dezembro de 2010 | 15h47

A explosão causou corre-corre, o que acabou ferindo muitas pessoas. Não estava claro, porém, quantos foram feridos pelo artefato nem quantos pela correria posterior. A força da explosão rasgou o recipiente e danificou pedras que estavam a 60 metros de distância, disse Ramatama Srivastava, que estava no local.

Três vítimas, dentre elas um dos estrangeiros, foram hospitalizadas com ferimentos graves. Não se sabe ainda de que país são os estrangeiros. Por telefone, Srivastava disse ter notado que os estrangeiros estavam assistindo à oração hindu e tiravam fotografias. Varanasi fica 300 quilômetros a sudoeste da capital de Uttar Pradesh, Lucknow.

Em março de 2006, uma bomba explodiu numa estação de trem e outra num templo de Varanasi, matando 20 pessoas. Um grupo islâmico sediado no Paquistão é o principal suspeito do ataque. As informações são da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
Índiabombatemploferidos

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.