Bomba mata dois fuzileiros americanos no Afeganistão

A explosão de uma bomba matou dois fuzileiros navais americanos ontem em Helmand, na região sul do Afeganistão, para onde foram enviadas milhares de tropas americanas em uma gigantesca operação para expulsar os combatentes do Taleban da região produtora de papoula - matéria prima do ópio -, segundo informaram hoje militares americanos.

AE-AP, Agencia Estado

12 de julho de 2009 | 19h04

Cerca de 4 mil fuzileiros navais foram enviados para a província de Helmand este mês, na maior operação da Marinha americana no Afeganistão desde a invasão do país pelos EUA em 2001. Eles encontraram pouca resistência direta, mas permanecem vulneráveis às táticas de guerrilha, como homens-bomba suicidas e explosivos colocados nas margens das estradas.

As baixas americanas ocorreram depois da morte de oito britânicos em Helmand em um período de 24 horas encerrado na sexta-feira, que gerou um debate no Reino Unido sobre seu papel no Afeganistão. Os britânicos perderam agora mais tropas no Afeganistão do que no Iraque.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.