Bomba mata pelo menos 15 pessoas no Afeganistão

Uma bomba às margens de uma estrada secundária matou nesta segunda-feira pelo menos 15 pessoas que viajavam em veículos desviados de uma rodovia principal após outro ataque no sul do Afeganistão, disseram autoridades. A explosão ocorreu depois de um fim de semana relativamente calmo, durante o qual não foram relatados grandes ataques. No sábado, os afegãos foram às urnas para eleger um novo presidente e novos conselheiros provinciais.

AE, Agência Estado

07 de abril de 2014 | 13h08

O Taleban havia ameaçado com violência para atrapalhar a votação e armou uma série de ataques em semanas que precederam a eleição. Mas as forças de segurança apertaram o cerco contra o movimento militante islâmico durante a votação.

Os dois SUVs carregando civis passaram pelos explosivos escondidos em uma estrada secundária que estava sendo usada porque autoridades haviam bloqueado a rodovia principal após um ataque suicida que tinha como alvo um comboio da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) na província de Kandahar, disse o porta-voz do governo local.

Além dos 15 mortos, outras quatro pessoas ficaram gravemente feridas e estavam em estado crítico, de acordo com Dawkhan Menapal, porta-voz do governador provincial. Todos os passageiros eram da província de Uruzgan, ao norte de Kandahar, e aparentemente estavam indo para a casa quando a explosão ocorreu no distrito de Maywand.

O Taleban assumiu responsabilidade pelo ataque na rodovia principal, mas culpou as forças internacionais pela bomba na estrada secundária, afirmando que as forças estrangeiras queriam ferir a reputação do movimento ao tentar mostrar que o Taleban estava matando civis. Fonte: Associated Press.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.