Bomba mata quatro soldados da Otan no Afeganistão

Em julho já morreram 70 soldados das forças estrangeiras no país

Efe,

24 de julho de 2010 | 05h52

CABUL - Quatro soldados da Força Internacional de Assistência à Segurança (Isaf) da Otan morreram vítimas da explosão de uma bomba no sul do Afeganistão, afirmou a organização militar neste sábado, 24.

 

"A política da Isaf é deixar os procedimentos de identificação das vítimas em mãos das autoridades nacionais pertinentes", acrescentou a organização em comunicado, sem mais detalhes.

 

Segundo dados do portal independente icasualties.org, até o momento, em julho, morreram 70 soldados das forças estrangeiras no Afeganistão, a grande maioria pela explosão de bombas.

 

Junho foi o mês no com maior número de baixas nas tropas internacionais no Afeganistão desde o início da guerra, em 2001, com um total de 102 militares falecidos.

 

A maioria das mortes de militares da Otan acontece em um arco que percorre o sul e leste do Afeganistão onde predomina a etnia pashtun, da qual procedem tradicionalmente os insurgentes talebans.

Tudo o que sabemos sobre:
AfeganistãoOtan

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.