Bomba mata sete crianças no Afeganistão

Uma bomba que tinha como alvo policiais afegãos que reabasteciam seus suprimentos em uma fonte de água fresca, em vez disso matou sete crianças que pastoreavam gado, disseram autoridades nesta quarta-feira. A bomba, que explodiu na terça-feira, foi plantada perto de uma fonte no distrito de Taywara, província de Ghor, no oeste do Afeganistão.

AE, Agência Estado

25 de julho de 2012 | 09h59

O chefe de polícia da província, Dilawar Shah, disse que o atentado ocorreu em uma área em que recentemente ocorreram confrontos entre insurgentes e forças policiais. Ele afirmou que as crianças acidentalmente ativaram a bomba quando pastoreavam os animais. O presidente Hamid Karzai condenou o ataque.

Em outro caso de violência, o Exército dos Estados Unidos afirmou nesta quarta-feira quem um de seus membros de serviço morreu na terça-feira devido à ferimentos de combate. A morte aumenta o número de baixas de tropas estrangeiras no Afeganistão neste mês para 36. No ano foram 251 mortes. As informações são da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
Afeganistãoviolênciacrianças

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.