Bomba mata soldado espanhol no Afeganistão

Uma bomba improvisada matou ontem um soldado do exército espanhol e feriu outros quatro, confirmou a Força Internacional de Assistência à Segurança (Isaf) no Afeganistão, sob comando da Otan.Esta é a primeira vez que morre um integrante do contingente militar espanhol por causa de um ataque desde que a Espanha se incorporou, em 2002, à coalizão internacional no Afeganistão.O incidente aconteceu por volta das 11h10 de Brasília de ontem durante uma patrulha dos soldados espanhóis na província de Farah, no oeste do Afeganistão, segundo a Isaf.O chefe de Polícia da província de Farah, Said Agha Sakab, disse à Efe que a explosão parece ter sido provocada "pelos inimigos do Afeganistão", em referência aos rebeldes talibãs que atuam contra os soldados estrangeiros presentes no Afeganistão.Trata-se de Jorge Arnaldo Hernández Seminario, de 26 anos, de nacionalidade peruana e destacado na Brigada Paraquedista (Bripac), segundo o Ministério de Defesa espanhol.Outros quatro soldados ficaram levemente feridos e estão sendo atendidos no hospital da base de Herat, onde estavam destinados e onde fica a maior parte das tropas espanholas destacadas no Afeganistão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.