Bombardeio americano mata seis civis; três eram crianças

Num bombardeio da aviação dos EUA contra os milicianos do clérigo xiita Muqtada al-Sadr, em Najaf, foi atingida uma casa: morreram seis membros de uma família, incluindo três crianças de 2, 4 e 5 anos. Outras três pessoas que estavam na residência ficaram feridas. "Era quase meia-noite e nós estávamos nos preparando para ir para a cama. A bomba caiu na nossa sala", disse Aziba al-Issa, de 28 anos, hospitalizada junto com duas filhas. Morreram no bombardeio o marido dela, uma outra filha de 2 anos, assim como seu cunhado, a mulher dele e dois de seus filhos. O confronto em Najaf começou depois que as milícias atacaram, por volta da meia-noite, uma base dos EUA e a sede do governo local, cujo controle os americanos retomaram na quinta-feira. As Brigadas Mahdi, de al-Sadr, tentavam reocupar o edifício governamental. A aviação dos EUA despejou uma bomba de 225 quilos contra uma posição rebelde, atingindo também a casa da família. Porta-vozes das forças de ocupação disseram que os militares mataram 12 membros das brigadas nos confrontos e bombardeio. Em Kerbala, dois membros das Brigadas Mahdi e dois moradores foram mortos durante os combates de hoje com tropas americanas, informou o principal hospital local. Pelo menos 14 pessoas ficaram feridas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.