Bombardeio da Otan mata 9 soldados afegãos por engano

Pelo menos outros três militares foram feridos; comunicado dos EUA diz que comboio respondeu a ataque

Agências internacionais,

22 de outubro de 2008 | 06h17

Autoridades afegãs afirmaram nesta quarta-feira, 22, que um ataque aéreo promovido pelas forças da coalizão liderada pelos EUA no país mataram nove soldados do Afeganistão. A ação foi definida pela missão comandada pela Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) como "um caso de engano na identificação dos dois lados"   Segundo o general Zahir Azimi, porta-voz do Ministério da Defesa afegão, o incidente aconteceu durante a madrugada na província de Khost, no leste do país. O ataque ainda feriu outros três soldados, um deles gravemente. Outros oficiais afirmam que o ataque aéreo foi promovido por helicópteros.   O comando americano no Afeganistão divulgou um comunicado se limitando a dizer que as forças da Coalizão "poderiam" ter matado por engano soldados do Exército afegão. A nota afirma que um comboio da coalizão retornava de uma operação em Khost quando foi atacado em várias frentes e que, como resultado, soldados afegãos morreram ou ficaram feridos. "Os relatórios iniciais das tropas no território indicam que isto poderia ter acontecido devido a um caso de identificação equivocada entre as duas partes", assegurou o comando.   Segundo o comunicado, as tropas da Coalizão estão em contato com o governo afegão para iniciar uma investigação conjunta. Mais de 4.200 pessoas morreram este ano no Afeganistão vítimas da violência.   Matéria atualizada às 7h30.

Tudo o que sabemos sobre:
AfeganistãoEUA

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.