AFP / JOSEPH EID
AFP / JOSEPH EID

Bombardeio de Israel deixa dois mortos em instalação de armas químicas na Síria

Centro de Masyaf é uma localidade síria a cerca de 60 km da cidade costeira de Tartus, onde a Rússia — aliada do governo Bashar Assad — tem uma base naval

O Estado de S.Paulo

07 Setembro 2017 | 11h57

DAMASCO - Bombardeios aéreos israelenses mataram duas pessoas em uma instalação militar no oeste da Síria, nesta quinta-feira, 7, uma área onde o governo sírio é acusado de desenvolver armas químicas,  informou o Exército sírio.

"Aviões israelenses dispararam vários mísseis hoje, às 2h42 locais, do espaço aéreo libanês, contra uma das nossas posições militares perto de Masyaf, provocando danos materiais e a morte de duas pessoas que estavam nas instalações", declarou o Exército em um comunicado.

Masyaf é uma localidade síria a cerca de 60 km da cidade costeira de Tartus, onde a Rússia — aliada do governo Bashar Assad — tem uma base naval.

Ao norte de Masyaf, o governo sírio tem uma instalação militar, que serve de campo de treinamento e abriga um escritório do Centro de Pesquisas e Estudos Científicos (SSRC, na sigla em inglês).

Os Estados Unidos acusam o SSRC de desenvolver o gás sarin que teria sido usado em um ataque do governo, em abril passado, contra a cidade síria de Khan Sheikhun. A ofensiva deixou dezenas de mortos.

O governo sírio não menciona o SSRC em seu comunicado./ AFP

Mais conteúdo sobre:
Síria [Ásia] Rússia Bashar Assad

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.