Bombardeio deixa 17 mortos em Raqa, na Síria

Coalizão internacional liderada pelos Estados Unidos lançou ataques aéreos na "capital" do grupo terrorista Estado Islâmico

O Estado de S.Paulo

09 de junho de 2017 | 04h06

BEIRUTE - Pelo menos 17 pessoas morreram na noite de quinta-feira, 8, em um bombardeio da coalizão internacional liderada pelos Estados Unidos em distintas regiões da cidade síria de Raqa, considerada a "capital" do califado do grupo terrorista Estado Islâmico (EI), informou nesta sexta o Observatório Sírio de Direitos Humanos (OSDH). 

Entre os falecidos há 12 pessoas que estavam em uma cafeteria. Um deles era ativista do Observatório. Também há dezenas de feridos, alguns em estado grave, o que pode fazer o número de vítimas subir nas próximas horas. 

Os aviões lançaram mais de 25 ataques em diferentes distritos da cidade. A coalizão internacional dá cobertura aérea às ações terrestres das Força Síria Democrática (FSD), aliança armada liderada por milícias curdas. / EFE

Tudo o que sabemos sobre:
Estados UnidosEstado IslâmicoSíria

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.