AFP
AFP

Bombardeio fere líder do grupo extremista Boko Haram

Segundo fontes, o adjunto de Abubakar Shekau e um comandante morreram no ataque aéreo

O Estado de S.Paulo

03 Maio 2017 | 21h59

KANO, NIGÉRIA - O líder do grupo radical islâmico Boko Haram, Abubakar Shekau, ficou ferido e um de seus comandantes morreu em um bombardeio aéreo no noroeste da Nigéria, indicaram nesta quarta-feira fontes de segurança. 

Dois aviões nigerianos bombardearam os combatentes do Boko Haram no povoado de Balla, cerca de 40 quilômetros de Damboa, perto da selva de Sambisa, um dos esconderijos do grupo.

"Shekau ficou ferido no bombardeio e acredita-se que está recebendo tratamento médico perto da fronteira da Nigéria com os Camarões, nos arredores de Kolofata", disse uma fonte com contatos com o Boko Haram.

"Seu adjunto, Abba Mustafa, conhecido como Malam Abba, morreu no ataque, assim como outro comandante, Abubakar Gashua", acrescentou a fonte.

Babakura Kolo, membro da milícia civil de Maiduguri, capital do Estado de Borno, confirmou as declarações.

"Eles tiveram importantes baixas, pois os bombardeios foram contra uma grande quantidade de combatentes que participavam da oração de sexta-feira", disse Kolo.

As Forças Armadas nigerianas não fizeram comentários. Em pelo menos três ocasiões as autoridades nigerianas indicaram que tinham conseguido matar Shekau. / AFP

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.