Bombardeio israelense fere gravemente dois palestinos

Uma aeronave israelense disparou três mísseis no centro da Faixa de Gaza nesta quinta-feira, ferindo gravemente dois militantes palestinos, disseram fontes médicas locais. Segundo o exército, o bombardeio tinha como objetivo desmantelar uma célula terrorista que estava se preparando para um ataque. Não foram identificados os alvos. Colunas de fumaça saiam do veículo destruído enquanto os corpos queimados e desmembrados eram removidos. Inicialmente, oficiais palestinos disseram que os dois homens estavam mortos e que haviam sido enviados para o necrotério em uma ambulância. Mas os médicos no necrotério os constataram como vivos e os enviaram para a sala de cirurgia. O porta-voz do ministro da Saúde palestino disse que os feridos estavam em condições críticas. Um perdeu ambas as pernas e sofreu graves feridas em seu tórax enquanto o outro perdeu uma perna e parte de sua cabeça. Jihad O grupo militante da Jihad Islâmica identificou os homens como Wael Nassar, de 27 anos, e Ahmad Abu Najam, 23 anos. Eles eram membros do braço militar da organização. O porta-voz da Jihad Islâmica, Abu Ahmad, clamou por vingança: "A vontade de Deus está chegando e fará o ar estremecer". Ahmad acrescentou que "eles nos experimentaram em Tel Aviv e verão mais agora". A Jihad Islâmica, um pequeno grupo com laços no Irã e Síria, assumiu a culpa dos ataques suicidas da semana passada que mataram nove pessoas e feriu dezenas em Tel Aviv. Durante mais de cinco anos de luta, Israel matou dezenas de militantes em bombardeios. Mas os ataques também tem feito dezenas de vítimas inocentes.

Agencia Estado,

27 Abril 2006 | 12h56

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.