AP
AP

Bombardeio israelense mata uma pessoa e fere outras sete na Síria

Ação é retaliação a bombardeio sírio contra Colinas do Golã, na terça-feira

O Estado de S. Paulo,

19 de março de 2014 | 10h57

JERUSALÉM - Pelo menos uma pessoa morreu e sete ficaram feridas nesta quarta-feira em um bombardeio de aviões israelenses na província síria de Quneitra, na fronteira com Israel, anunciaram as forças armadas do país árabe. O bombardeio é uma resposta a um ataque cometido na terça-feira contra uma patrulha na fronteira, o pior sofrido pelo exército israelense desde o início da guerra civil na Síria, há três anos.

Segundo um comunicado, lido na televisão síria, os aviões israelenses atacaram as imediações da cidade de Sahit e de Kum, em Quneitra, localizada nas Colinas de Golã.

O Exército israelense confirmou o ataque. Segundo os militares, seus caças atingiram uma instalação de treino do exército Sírio, quartéis militares e postos de artilharia.

"Consideramos o regime de Assad responsável pelo ocorre em seu território e se continuar cooperando com os grupos terroristas que atentam contra o Estado de Israel pagará um alto preço por suas ações", disse o ministro da Defesa Moshe Yaalon em comunicado. "Continuaremos atuando com responsabilidade e discrição para manter a segurança dos cidadãos de Israel." / EFE

Tudo o que sabemos sobre:
IsraelSíriaColinas do Golã

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.