Bombardeio mata 10 no Paquistão

Pelo menos dez pessoas morreram e dezenas ficaram feridas ontem pelo disparo de um míssil, supostamente americano, sobre uma casa, na região noroeste do Paquistão, próximo da fronteira com o Afeganistão. Este foi o primeiro de dois ataques aéreos realizados ontem na região, onde os EUA acreditam que Osama bin Laden possa estar escondido. O segundo bombardeio não deixou vítimas.Também ontem, num claro apoio ao novo presidente americano, Barack Obama, Hamid Karzai, presidente do Afeganistão, disse que o fechamento da prisão de Guantánamo será "um grande passo" para atrair "o apoio internacional na luta contra o terrorismo". Outro sinal de aprovação veio da Rússia, onde o presidente Dmitri Medvedev disse estar "pronto para trabalhar em conjunto" com os americanos no Afeganistão. O presidente russo declarou que espera que ele "tenha mais sucesso do que seu antecessor".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.