Bombardeio no Paquistão mata 30 supostos rebeldes

Um bombardeio promovido pela Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) depois de um ataque rebelde a forças afegãs na sexta-feira provocou a morte de mais de 30 supostos insurgentes no Paquistão, informou a aliança militar neste domingo. Helicópteros da Otan atravessaram a fronteira entre o Afeganistão e o Paquistão e mataram os supostos insurgentes já no lado paquistanês. Não há informações referentes a civis e militares entre as vítimas do bombardeio.

AE, Agência Estado

26 de setembro de 2010 | 19h19

Também neste domingo, a Otan informou que dois soldados da aliança morreram na explosão de uma bomba no sul afegão. As identidade dos soldados mortos não foram reveladas. As informações são da Associated Press e da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
Violênciaafeganistão

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.