Bombardeio sírio mata sete no Líbano

Cidade sunita libanesa pró-rebelde foi atingida por disparos vindos do lado sírio da fronteira

O Estado de S. Paulo,

17 de janeiro de 2014 | 10h00

BEIRUTE   - Pelo menos sete pessoas morreram e 15 ficaram feridas nesta sexta-feira, 17, na cidade libanesa de Arsal, após um bombardeio sírio ter atingido o outro lado da fronteira, informou a agência oficial libanesa "ANN".

Arsal, no nordeste do Líbano e na fronteira com a Síria, é uma cidade de maioria sunita. Favorável aos rebeldes que lutam contra Bashar Assad, o vilarejo sofre quase diariamente bombardeios realizados a partir do país vizinho.

Um dos projéteis teve como alvo o domicílio de um familiar do prefeito de Arsal, onde foi registrado o maior número de mortos.

O prefeito Ali Hujairi explicou à emissora A Voz do Líbano que quatro casas foram atingidas pelos foguetes, enquanto a televisão Al-Yadid assinalou que um deles caiu perto de um quartel do Exército.

Além disso, a aviação síria bombardeou a estrada que liga os povoados de Joseye e Qaa, ao longo da fronteira, que em muitas regiões não está bem delimitada. / EFE

Tudo o que sabemos sobre:
SíriaLíbano

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.