Bombardeios deixam pelo menos 12 mortos no Paquistão

Ataque teria ido realizado por aviões não tripulados dos EUA; número de vítimas ainda pode aumentar

Agência Estado,

17 de dezembro de 2009 | 12h51

Dois ataques com mísseis, aparentemente realizados pelos EUA, mataram pelo menos 12 supostos militantes no Paquistão, nesta quinta-feira, 17, segundo funcionários locais. As duas ações ocorreram no Waziristão do Norte, e primeira matando duas pessoas e a segunda, pelo menos dez.

 

O primeiro ataque ocorreu em uma casa perto de Miranshah, principal cidade do Waziristão do Norte. Mais tarde, pelo menos dez supostos militantes foram mortos em um ataque contra insurgentes, em um distrito da região tribal do Waziristão do Norte, segundo funcionários do setor de segurança.

 

"Cinco aviões não tripulados dos EUA dispararam pelo menos sete mísseis, atingindo várias casas na área de Ambarshaga, no Waziristão do Norte, e matando mais de 10 militantes", afirmou um alto funcionário do setor de segurança. Outro funcionário confirmou o ataque e disse que o número de vítimas pode aumentar

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.