Bombardeios deixam sete mortos no Iraque

Ataques a bomba contra dois locais de culto xiitas na cidade de Kirkuk, no norte do Iraque, deixaram cinco mortos neste domingo. Na cidade de Jalawla, situada na província iraquiana de Diyalah, a explosão de um carro-bomba deixou dois mortos.

Agência Estado

16 de dezembro de 2012 | 16h05

Segundo um alto funcionário da polícia de Kirkuk, dois carros-bomba e sete artefatos explosivos deixados na rua atingiram dois husseiniyas (locais de culto dos muçulmanos xiitas) em regiões opostas da cidade, deixando um total de cinco mortos e 14 feridos. O saldo de vítimas foi confirmado por um médico do hospital geral de Kirkuk.

A cidade, etnicamente mista e centro de uma região rica em petróleo, é parte de uma área que a região autônoma do Curdistão quer incorporar, o que não é aceito pelo governo central do Iraque.

Também neste domingo, um carro-bomba explodiu diante da sede local do partido União Patriótica do Curdistão na cidade de Lalawla, deixando dois mortos e 13 feridos. Os dois mortos eram candidatos a integrar a milícia curda da região, que naquele momento recebia novos recrutas. O presidente do Iraque, Jalal Talabani, pertence ao partido que foi alvo do ataque.

Tudo o que sabemos sobre:
Iraqueatentadosmortos

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.