EFE/ Yahya Arhab
EFE/ Yahya Arhab

Bombardeios sauditas deixam 6 mortos e 30 feridos no Iêmen

Aviões de guerra da coalizão liderada por Riad atingiram o palácio presidencial do país, onde estavam ao menos dois líderes dos houthis

O Estado de S.Paulo

07 Maio 2018 | 12h11

DUBAI - Aviões de guerra da uma coalizão liderada pela Arábia Saudita bombardearam o palácio presidencial do Iêmen e mataram ao menos seis pessoas no centro da capital Sanaa nesta segunda-feira, 7, informou a mídia estatal houthi.

Segundo o canal Al-Masirah, ao menos 6 pessoas morreram e outras 30 ficaram feridas. Fotos e imagens de televisão do local bombardeado mostraram um prédio reduzido a barras de metal torcidas e escombros. O ataque aéreo danificou, além do palácio, casas e empresas próximas no distrito central de Tahrir, de acordo com a agência de notícias SABA.

+ Bombardeio contra festa de casamento deixa 20 mortos no Iêmen

A emissora Sky News, com sede em Abu Dabi, noticiou que dois líderes houthis, incluindo o chefe do comitê revolucionário supremo do grupo, Mohammed Ali al-Houthi, estavam dentro do palácio no momento em que o ataque aconteceu. Ainda não há informações sobre a situação deles depois do bombardeio.

A coalizão saudita entrou na guerra do Iêmen em 2015 para lutar contra os combatentes houthis que tinham ocpuado grandes partes do país, tomado a capital e forçado o governo ao exílio. / REUTERS

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.