Bombas atingem jornal secular truco

Três assaltantes explodiram uma granada de mão do lado de fora do jornal Cumhuriyet, em Istambul, nesta quinta-feira. Segundo a polícia, não houve feridos. Os atacantes gritaram "Allahu akbar" (Alá é Grande) antes de atirar a bomba, informou o jornalista Mehmet Farac, sugerindo que os homens devem ser ligados à grupos islâmicos. O chefe de polícia, Celalettin Cerrah, disse que as câmeras de segurança mostraram os terroristas. Os seguranças do jornal chegaram a encurralá-los, mas eles conseguiram fugir por uma rua movimentada, misturando-se com a multidão, disse Cerrah. A granada foi lançada no estacionamento do jornal, destruindo três carros, disse o jornalista Hikmet Cetinkaya.Os primeiros relatos davam conta de que os três homens lançaram duas pequenas bombas, mas a polícia afirmou em seguida que apenas uma granada foi lançada. Ainda na quarta-feira, esquadrões anti-bombas detonaram outra granada, que não explodiu ao ser lançada nas proximidades do jornal. Este foi o terceiro ataque contra o Cumhuriyet em uma semana, segundo a agência Anatolia. No dia 5 de maio, terroristas deixaram outra granada que não detonou, informou a agência.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.