Bombas atribuídas ao ETA explodem no sul da Espanha

Duas bombas de baixo impacto destrutivo atribuídas ao grupo separatista ETA (Pátria Basca e Liberdade) explodiram hoje em estâncias turísticas do sul da Espanha, informaram autoridades locais. Não há informações sobre vítimas das explosões e os danos causados pelas bombas foram mínimos, mas uma advertência feita em nome do ETA obrigou a divulgação de uma ordem para que mais de 10.000 pessoas se retirassem de uma zona portuária.Mais tarde, um esquadrão antibombas desativou um terceiro artefato explosivo encontrado nas proximidades de uma ponte que une Málaga ao aeroporto internacional que serve a cidade. Agosto é o auge da temporada de verão na Espanha e o ETA costuma agir em estâncias de veraneio nessa época do ano para desencorajar o turismo.A primeira explosão ocorreu em uma praia de Guadalmar por volta das 13 horas locais. A segunda explosão ocorreu cerca de duas horas depois no estacionamento da marina de Benalmádena, informou o Ministério de Interior da Espanha. As duas regiões situam-se cerca de 500 quilômetros ao sul de Madri e ficam na Costa do Sol, uma região costeira popular entre turistas e estrangeiros.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.