Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE

Bombas de Boston foram feitas com panela de pressão

Agentes do FBI concluíram nesta quarta-feira como o ataque à maratona de Boston foi realizado: panelas de pressão cheias com explosivos, pregos e outros estilhaços de metal. Mas ainda não sabem quem promoveu o atentado nem a razão.

Agência Estado

17 de abril de 2013 | 11h01

Um boletim de inteligência para as forças de segurança que foi divulgado na noite de terça-feira inclui uma fotografia de uma panela de pressão destruída e uma sacola preta rasgada, que segundo o FBI é parte de uma bomba.

O FBI e outras agências de segurança mantiveram seus pedidos para que o público repasse fotografias, vídeos ou qualquer informação que possa ajudar nas investigações.

O presidente Barack Obama classificou o ataque como um ato de terrorismo, mas disse que as autoridades não sabem "se foi planejado e executado por uma organização terrorista estrangeira ou doméstica ou se foi o ato de um indivíduo malévolo".

O agente do FBI encarregado dos trabalhos em Boston, Richard DesLauriers, disse, durante coletiva de imprensa, que "o leque de suspeitos e motivos continua aberto". Ele também prometeu "ir ao fim do mundo para identificar o responsável ou responsáveis por este crime desprezível".

Grande parte das vítimas das bombas em Boston continua hospitalizada, muitas das quais com ferimentos graves.

Autoridades descobriram que as bombas que explodiram em Boston eram formadas por explosivos colocados em panelas de pressão de 6 litros, uma delas com estilhaços de metal e rolamentos e a outra com pregos, segundo uma pessoa próxima à investigação que falou em condição de anonimato, porque as negociações ainda estão em andamento. As bombas foram colocadas em sacolas esportivas pretas e deixadas no chão, informou a fonte.

DesLauriers confirmou que os investigadores encontraram pedaços de nylon preto de uma sacola ou mochila, além de fragmentos de rolamentos e pregos, que possivelmente estavam numa panela de pressão. Ele disse que os fragmentos foram enviados para o laboratório do FBI em Quantico, Virginia, onde serão analisados.

Bombas de panela de pressão têm sido usadas em ataques terroristas internacionais e são recomendadas por operadores solitários da Al-Qaeda no Iêmen. Mas informações sobre como fabricar essas bombas podem ser encontradas na internet e autoridades norte-americanas disseram que ninguém deve fazer julgamentos precipitados ligando o ataque a terroristas internacionais.

O presidente Obama pretende visitar Boston na quinta-feira para participar de um serviço inter-religioso em homenagem às vítimas. As informações são da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
EUAmaratonaexplosão

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.