Bombas explodem em igrejas na Nigéria

Igrejas foram atacadas neste domingo no nordeste da Nigéria, durante os serviços religiosos, matando pelo menos uma pessoa e ferindo outras, em mais um ataque de radicais islâmicos. Em Jos, cidade dividida entre muçulmanos e cristãos, uma bomba explodiu em uma igreja evangélica provocando danos ainda não mensurados. A polícia local confirmou o ataque, mas não deu detalhes sobre a bomba.

AE, Agência Estado

10 de junho de 2012 | 12h59

Em Biu, no nordeste da Nigéria, outra bomba explodiu em uma igreja, matando um funcionário e ferindo outros. Nenhum grupo se responsabilizou pelos ataques. Uma onda de violência sectária está atingindo a Nigéria, provocada por uma seita conhecida como Boko Haram, cuja nome significa "Educação ocidental é sacrilégio", em hausa, uma língua local.

A seita tem sido acusada de matar mais de 560 pessoas apenas neste ano, de acordo com um cálculo da Associated Press. Os alvos da seita incluem igrejas, postos policiais e outros prédios de segurança, frequentemente atacados por carros bomba. As informações são da Associated Press.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.