Bombas matam 3 soldados da Otan no Afeganistão

Três membros da Otan foram mortos por bombas e um homem atirou em um proeminente oficial local ao sul do Afeganistão, disse um oficial neste domingo. A Otan disse que um de seus membros morreu em uma explosão neste domingo e dois outros foram mortos em outra explosão no sábado.

AE, Agência Estado

24 de abril de 2011 | 10h41

Mais cedo, a aliança militar disse que um quarto estrangeiro em serviço morreu no sábado, quando um helicóptero da coalizão caiu no distrito de Alasay, no leste. Não há detalhes sobre as ocorrências, nem sobre as nacionalidades dos membros da Otan. As mortes elevam para 134 o número de soldados da Otan mortos no Afeganistão neste ano.

A temporada de combates de primavera no Afeganistão deve estar com força total no fim deste mês e início de maio.

Um homem armado assassinou Abdul Zahir, chefe de distrito e do conselho de paz de Helmand e ex-chefe civil do distrito Marjah, no fim de sábado. O Taleban assumiu a responsabilidade pela morte, em um telefone para a Associated Press.

O presidente afegão, Hamid Karzai, disse que estava entristecido pela morte de Zahir, descrito com "um filho corajoso desta terra". A indicação de Zahir foi controversa, uma vez que reportagens, na Alemanha, mostraram que Zahir cumpriu parte de uma sentença de prisão de mais de quatro anos por tentativa de assassinato, em 1998. Os EUA confirmam que Zahir tem ficha criminal na Alemanha, mas ele negava. As informações são da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
AfeganistãoOtanviolência

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.