Bombeiro de NY participa de cerimônias no Brasil

O capitão Daniel Daly, do Corpo de Bombeiros de Nova York, fez hoje um agradecimento especial aos brasileiros pelo apoio dado ao povo norte-americano após os atentados de 11 de setembro. Daly, que participou das operações de salvamento no World Trade Center, está em São Paulo para participar das cerimônias organizadas pelo consulado dos EUA lembrando os atentados.Em depoimento durante a mesa-redonda "Reflexões sobre 11 de setembro", Daly reiterou a importância de todas as nações adotarem uma atitude forte contra o terrorismo. "Todos os países precisam entender que o terrorismo, onde quer que exista, constitui uma ameaça a todos. É uma batalha que não podemos perder", afirmou.Parte da mesa, o xeque Jihad Hassan Hammaded, um dos líderes da comunidade islâmica no Brasil, reiterou os pêsames às famílias dos mortos nos ataques ao WTC e destacou que não se pode fechar os olhos a outras tragédias que abalam a humanidade. Destacou o preconceito contra os muçulmanos, exacerbado pelos ataques atribuídos à organização Al-Qaeda, de Osama Bin Laden, e disse que é não é correto culpar o mundo islâmico pelo que aconteceu. "Somos 1,3 bilhão de muçulmanos no mundo. Se todos fossemos terroristas não haveria pedra sobre pedra. Precisamos, sim, nos unir contra os fanáticos", pediu.O padre Julio Lancellotti, da Pastoral do Menor, lembrou que o homem tem dificuldade com aqueles que pensam diferente e isso impede a união dos povos. Ressaltou que "o mundo abandonou a África à própria sorte", mostrando que a injustiça ainda predomina.O rabino Henry Sobel, presidente do Rabinato da Congregação Israelita do Brasil, afirmou que a melhor forma de se render tributo às vítimas do atentado é renovar o compromisso com a liberdade e a democracia.Também integraram a mesa o cônsul Patrick Duddy, o jornalista César Tralli e o pastor evangélico Hesley Paes Fomin, um dos fundadores da Igreja Vida Nova.Veja nosso especialVeja o especial The New York Times-O Estado de S. Paulo

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.