Arquivo/AP
Arquivo/AP

Bombeiro morto nos atentados de 11 de setembro nos EUA é identificado

Número de vítimas identificadas sobe para 1.637 após quase 12 anos dos ataques terroristas

O Estado de S. Paulo,

05 de julho de 2013 | 17h13

NOVA YORK - Um bombeiro de 37 anos, morto nos atentados de 11 de setembro de 2001 em Nova York, foi identificado nesta sexta-feira, 5, afirmou uma equipe de médicos forenses, segundo a agência AFP. Com isso, sobe para 1.637 o número de vítimas identificadas até hoje.

A identificação do tenente Jeffrey Walz foi possível, quase 12 anos após a tragédia, com a realização de novos testes em restos mortais encontrados no local, informou um porta-voz à AFP. Até hoje, apenas 59% das vítimas foram identificadas. Segundo o médico, os restos mortais das outras 1.116 pessoas mortas no atentado nunca foram encontrados.

No total, 2.753 pessoas morreram nos ataques terroristas ocorridos em 2001, quando dois aviões comerciais foram jogados por integrantes da Al-Qaeda contra as torres gêmeas do World Trade Center.

 
Tudo o que sabemos sobre:
11 de setembroEUA

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.