Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90
AFP
AFP

Bombeiros encerram busca por sobreviventes sob escombros de prédio na Flórida

Operação agora terá como foco resgatar corpos; 86 ainda não foram encontrados

Redação, O Estado de S.Paulo

07 de julho de 2021 | 23h12

SURFSIDE, EUA - As equipes de resgate recuperaram mais oito corpos dos escombros do prédio que desabou na cidade de Surfside, no condado de Miami-Dade, nos Estados Unidos, e as autoridades anunciaram a decisão de encerrar a fase de busca por sobreviventes e tentar apenas recuperar os corpos que permanecem desaparecidos. No momento, a contagem provisória de vítimas fatais do desabamento, que ocorreu em 24 de junho, está em 54.

Em entrevista coletiva, a prefeita de Miami-Dade, Daniella Levine Cava, informou que o número de pessoas desaparecidas agora é de 86, enquanto o número de localizadas permanece em 200. Além disso, dos 54 corpos recuperados, 33 foram identificados.

"Foi tomada a triste decisão de fazer a transição de busca e resgate para recuperação. Estamos cansados, desgastados no momento. Não podemos fazer mais para trazer de volta as pessoas que se foram, mas podemos identificar as vítimas e oferecer um encerramento para as famílias", disse Cava, visivelmente abalada.

Cerca de 200 resgatistas estão no local onde ficava o Champlain Towers South, construído em 1981 e que foi completamente demolido no último domingo devido à instabilidade da parte que permaneceu de pé após o desabamento.

A derrubada deu um novo ritmo à operação de busca, já que os socorristas agora têm acesso a todo o local onde estava o prédio de 12 andares.

"Encontrar pessoas vivas sob os escombros agora é impossível", declarou a porta-voz do Corpo de Bombeiros do Condado de  Miami-Dade, Erika Benitez, durante a coletiva. "Após 14 dias de busca e resgate, chegamos ao ponto de tomar a difícil decisão de seguir em frente para a fase de recuperação dos corpos", completou. /EFE

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.