Michael Nelson/Efe
Michael Nelson/Efe

Bombeiros ganham terreno contra incêndio no Arizona

PRESCOTT - Bombeiros ganharam terreno pela primeira vez contra o fogo que se alastra pelo centro do Estado do Arizona e que matou 19 membros de uma equipe de elite no fim de semana, na pior ocorrência de incêndio com mortes dos últimos 80 anos nos Estados Unidos, disseram autoridades.

03 de julho de 2013 | 14h16

As chamas ainda não estão controladas, mas não se espalham e os bombeiros conseguiram no fim do dia uma primeira medida da contenção em torno do perímetro, disseram oficiais de comando da equipe de combate a incêndios. "Equipes estão fazendo um bom progresso contra o fogo...Nos sentimos otimistas agora", disse Carrie Dennett, um porta-voz da Divisão Florestal do Arizona.

"Ganhamos algum terreno...tem sido um dia muito bom e o fogo ficou em grande parte estacionado onde estava há 24 horas", disse o porta-voz do comandante de incidentes, Jim Whittington.

O fogo, um das dezenas de incêndios florestais que atingem todo o oeste dos EUA, tornou-se mortal matou 19 bombeiros de uma equipe especialmente treinada no domingo. Os homens foram rapidamente envolvidos pelas chamas trazidas pelo vento.

A tragédia registrou o maior número de mortes entre bombeiros ou civis em um incêndio florestal no país, pelo menos desde que 25 homens morreram lutando contra o incêndio de 1933 no parque Griffith, em Los Angeles./ REUTERS

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.