AFP PHOTO / Gaetano Di MEGLIO
AFP PHOTO / Gaetano Di MEGLIO

Horas após terremoto na Itália, três irmãos são resgatados sob escombros

O mais velho, de 11 anos, foi retirado depois de ficar 16 horas preso; tremor de 4,0 graus registrado na Ilha de Ischia matou duas mulheres, atingidas por partes de construções que desabaram

O Estado de S.Paulo

22 Agosto 2017 | 09h22

ROMA - Um terremoto de baixa intensidade e sem centenas de vítimas ganhou o noticiário na Itália pelo resgate com vida dos irmãos Pasquale, de 7 meses, Mattias, de 7 anos, e Ciro, de 11 anos. O bebê foi o primeiro a sair, após 7 horas de buscas. Ele estava em um berço na cozinha.

Depois de 16 horas de trabalho, os bombeiros terminaram de retirar o trio dos escombros de uma casa na localidade de Casamicciola, nordeste da Ilha de Ischia, perto de Nápoles. O tremor de 4 graus registrado na segunda-feira deixou dois mortos. A Defesa Civil informou que uma idosa morreu atingida pelos escombros de uma igreja. O corpo de outra mulher foi encontrado nas ruínas de uma casa e 25 pessoas ficaram levemente feridas. 

 

Ciro foi o último retirado das ruínas de sua casa. Durante a noite, as equipes de emergência haviam resgatado seu pai e os dois irmãos. Sob aplausos, o menino de 11 anos, coberto de poeira, foi colocado em uma maca e levado para um hospital onde estava sua família. Ele teve uma pequena fratura no pé direito. 

Durante toda a operação, a equipe de resgate manteve contato para acalmar os meninos e passar água por canos. Os dois mais velhos tinham se escondido sob a cama. “Prometi a eles que depois de tudo nós poderíamos comer uma pizza juntos”, disse um dos socorristas à TV italiana.

O diretor da Defesa Civil, Angelo Borrelli, explicou que duas localidades da ilha, Casamicciola e a vizinha Lacco Ameno, muito procuradas durante o verão, foram as mais afetadas pelo terremoto, que ocorreu às 20h57 de segunda-feira (15h57 de Brasília). O pai das crianças contou à imprensa que estava na cozinha quando ocorreu o desabamento. A mãe dos meninos estava no banheiro, saiu por uma janela e alertou as autoridades. Ela está grávida de 5 meses. / AFP e EFE

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.