Marisa Basilavecchia via AP
Marisa Basilavecchia via AP

Bombeiros salvam cachorrinhos soterrados em avalanche na Itália

Para o bombeiro Fabio Jerman, a descoberta dos animais pode ser um indicativo que ainda há sobreviventes sob a neve

O Estado de S.Paulo

23 Janeiro 2017 | 17h24

PENNE, ITÁLIA - Equipes de resgate que trabalham na avalanche em um resort de inverno na Itália tiraram da neve três filhotes de cachorro dos destroços em Penne, na região de Abruzzo. Cinco dias depois do acidente, 23 pessoas ainda estão desapaecidas. 

Para o bombeiro Fabio Jerman, a descoberta dos animais pode ser um indicativo que ainda há sobreviventes sobre a neve. " Foi um sinal importante que nos dá esperança", disse. "É uma corrida contra o tempo,  estamos correndo, mas o ambiente não é fácil."

Enquanto as buscas continuam, cresce a revolta no país com a demora das autoridades em enviar ajuda ao hotel soterrado. Um e-mail enviado pela gerência do hotel tornou-se viral na internet.

Onze pessoas sobreviveram ao desastre de 18 de janeiro no parque nacional Gran Sasso, incluindo quatro crianças que foram retiradas debaixo de toneladas de neve e destroços na sexta-feira. Seis corpos foram recuperados e 23 pessoas ainda estão desaparecidas.

Imagens de vídeos mostram um membro das equipes de resgate passando por um pequeno buraco feito no teto de concreto do Hotel Rigopiano, tentando encontrar outros possíveis sobreviventes.

"Estamos trabalhando com a teoria de que a avalanche não necessariamente atingiu ou destruiu todos os quartos e que ainda não alcançamos o coração da estrutura", disse Luca Cari, porta-voz do corpo de bombeiros italiano.

"Estamos continuando a explorar o interior do prédio na esperança de encontrar alguém vivo, embora não haja certeza disso." / AFP  e REUTERS

 

Mais conteúdo sobre:
ITÁLIA

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.