Bono e o papa estão entre os candidatos ao Nobel da Paz

O papa João Paulo II, o astro do rock Bono Vox e o ex-presidente da República Checa, Vaclav Havel, são alguns dos mais famosos entre os 150 candidatos propostos para receber o Prêmio Nobel da Paz, segundo informou o secretário do comitê norueguês da premiação. Entre os demais, figuram personalidades como o técnico atômico israelense Mordechai Vanunu, atualmente na prisão, que foi proposto por um grupo de cientistas noruegueses, e o governador de Illinois (EUA), George Ryan, o qual, antes de terminar seu mandato, comutou a pena de morte de todos os detidos no corredor da morte em seu Estado.Este ano, apenas 150 candidatos foram indicados para o prêmio da Paz. O comitê do Nobel, cujos membros são indicados pelo Parlamento norueguês, se reunirão pela primeira vez em 25 de fevereiro, quando será aprovada sua nova estrutura e será feita uma pré-seleção, indicando os candidatos mais cotados para receber a medalha. Os prêmio Nobel, concedidos anualmente a partir de 1901, têm o valor de US$ 1 milhão. Os escolhidos são apresentados em 10 de dezembro, o aniversário da morte do industrial sueco Alfred Nobel, em 1896. O inventor da dinamite criou o prêmio em seu testamento. Os prêmios de fisiologia ou medicina, literatura, física, química e economia são entregues na capital da Suécia, Estocolmo, enquanto que o Nobel da Paz é entregue em Oslo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.