Bordel leva à renúncia de ministro peruano

O ministro da Agricultura do Peru, José León, renunciou ao cargo depois de um programa de notícias ter divulgado que o filho dele é dono de um hotel que funciona como prostíbulo e onde trabalhavam menores de idade. Léon explicou que havia pedido a renúncia a fim de evitar um escândalo maior dentro do já impopular governo do presidente Alejandro Toledo, que segundo pesquisas conta hoje com apenas 8% de apoio. O nome do substituto seria divulgado ainda hoje. León foi alvo de fortes críticas depois que na noite de domingo o programa "Cuarto Poder", do canal 4, informou que o filho dele, de 25 anos, era dono do hotel, localizado nos arredores de Trujillo, cidade costeira 500 km a noroeste de Lima. León garantiu que os atos de prostituição foram promovidos por empregados, sem o conhecimento de seu filho.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.