Tolga Akmen / AFP)
Tolga Akmen / AFP)

Boris Johnson, infectado por coronavírus, é internado para exames

O primeiro-ministro britânico tem apresentado persistentes sintomas da covid-19 dez dias depois de testar positivo para o vírus

Redação, O Estado de S.Paulo

05 de abril de 2020 | 17h58

LONDRES - O primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, foi internado neste domingo, 5, para ser submetido a exames, de acordo com a versão oficial. Segundo Downing Street, trata-se de uma medida preventiva, já que ele tem apresentado persistentes sintomas da covid-19 dez dias depois de testar positivo para o vírus.

Boris Johnson, de 55 anos, tornou-se no dia 27 de março no primeiro líder de uma grande potência a anunciar que testou positivo para o coronavírus. Ele se isolou em um flat de Downing Street e, na sexta-feira, informou que ainda estava lá por apresentar temperatura alta.

Downing Street ressaltou que não se trata de uma admissão de emergência. Os médicos do primeiro-ministro consideraram sensato que ele fosse examinado pessoalmente. "Johnson permanece no comando do governo", afirmou Downing Street. 

"O primeiro-ministro agradece às equipes do Serviço Nacional de Saúde (NHS, na sigla em inglês) pelo trabalho duro e incrível que estão fazendo e pede ao público que continue a seguir as orientações do governo para permanecer em casa, protegendo o NHS e salvando vidas", afirma o comunicado oficial. 

Carrie Symonds, noiva do primeiro-ministro que está grávida, afirmou no sábado que ela passou a última semana de cama com sintomas do coronavírus, mas após sete dias de descanso estava se sentindo melhor e se recuperando. / Reuters e AFP

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.