Bósnia prende suspeito por genocídio em Srebrenica

A polícia da Bósnia prendeu um suspeito que teria participado do pior massacre na Europa desde a era nazista - o massacre de Srebrenica, onde 8 mil muçulmanos, entre homens e meninos, foram mortos, em 1995. Um comunicado da promotoria do Estado divulgado hoje afirmou que Bozidar Kuvelja, de 40 anos, foi preso na noite de ontem. Ele teria servido na polícia servo-bósnia durante a Guerra da Bósnia (1992-95) e matado dezenas de pessoas.

AE, Agência Estado

18 de janeiro de 2011 | 14h38

Enquanto isso, a polícia israelense prendeu um ex-soldado servo-bósnio, também acusado de envolvimento no genocídio em Srebrenica. O governo bósnio quer a extradição dele.

Srebrenica foi varrida por servo-bósnios em 1995. Toda a população muçulmana foi expulsa e milhares de homens e meninos foram sistematicamente executados em alguns dias. Os corpos deles foram escondidos em valas comuns. As informações são da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
Bósniagenocídiosuspeitoprisão

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.