BP adia testes de nova peça que tentará conter vazamento

Testes foram prorrogados para maior análise do governo americano antes de realizar a operação

Efe,

14 de julho de 2010 | 05h31

WASHINGTON - A British Petroleum (BP) anunciou que adiou os testes que começariam nesta terça-feira, 13, para fechar as válvulas da nova peça que tentará conter o vazamento de petróleo no Golfo do México, depois que o governo dos Estados Unidos pediu uma maior análise antes de realizar a operação.

Estava previsto que a companhia iniciasse nesta terça as provas para verificar se a peça consegue evitar a saída do petróleo ao mar, pela primeira vez nos 85 dias transcorridos desde que a plataforma Deepwater Horizon explodiu e afundou.

No entanto, o almirante Thad Allen, coordenador por parte do Governo das tarefas de luta contra o vazamento, informou em comunicado o adiamento.

O processo, segundo diz, "pode ser beneficiado pela análise adicional que acontece nesta noite e amanhã (quarta-feira, 12)".

Allen, que não revelou quando deve acontecer o teste, afirmou que a decisão foi tomada após uma reunião com o secretário de energia de EUA, Steven Chu; a diretora do Instituto Geológico dos Estados Unidos (USGS, na sigla em inglês), Marcia McNutt, geólogos e representantes da BP.

Tudo o que sabemos sobre:
BP, testes, vazamento, petróleo

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.