Braço armado do Hamas abandona cessar-fogo com Israel

As Brigadas Al-Qassam, braço armado do movimento islâmico Hamas, anunciaram na noite desta sexta-feira o cancelamento de seu cessar-fogo com Israel e passarão a permitir que outras facções atuantes na Faixa de Gaza respondam aos ataques aéreos desfechados pela aviação israelenses entre ontem e hoje, informou a emissora local de rádio Al-Aqsa, citada pela agência palestina de notícias Ma''an.

RICARDO GOZZI, Agência Estado

19 de agosto de 2011 | 20h47

"Não pode haver trégua com os ocupantes israelenses enquanto eles cometem massacres injustificados contra o povo palestino", disse um representante do braço armado à rádio Al-Aqsa. "As Brigadas Al-Qassam conclamam todas as facções a responderem aos crimes da ocupação israelense", prosseguiu ele, segundo o despacho da Ma''an.

Na quinta-feira, homens armados infiltraram-se em Israel pela fronteira com o Egito e promoveram ataques nos quais oito pessoas morreram. Em retaliação, a aviação israelense passou a bombardear a Faixa de Gaza, matando pelo menos 12 pessoas nas últimas 24 horas. Israel responsabiliza milicianos de Gaza pelos ataques da quinta-feira. O Hamas, que governa a Faixa de Gaza, nega que os ataques de ontem tenham sido "originados" no sitiado território palestino litorâneo.

Tudo o que sabemos sobre:
IsraelpalestinosHamascessar-fogo

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.