AFP PHOTO / Saul LOEB
AFP PHOTO / Saul LOEB

Após reunião com braço direito de Kim, Trump confirma cúpula no dia 12

'Acho que deve ser um processo muito bem-sucedido', disse o presidente americano a jornalistas na Casa Branca

O Estado de S.Paulo

01 Junho 2018 | 14h21
Atualizado 01 Junho 2018 | 16h04

WASHINGTON - O presidente dos EUA, Donald Trump, confirmou nesta sexta-feira, 1.º, a cúpula com o líder da Coreia do Norte, Kim Jong-un, no dia 12, em Cingapura. "Acho que deve ser um processo muito bem-sucedido", afirmou o republicano a jornalistas na Casa Branca.

+ Pyongyang e Seul retomam diálogo antes da reunião entre Trump e Kim Jong-un

+ Kim Jong-un diz a chanceler russo que está comprometido com desnuclearização

O ditador disse em carta enviada a Trump que pretende se reunir com ele, mas sem fazer concessões ou ameaças significativas. O diplomata norte-coreano e braço direito do líder norte-coreano, Kim Yong-chol, chegou nesta tarde à Casa Branca para entregar o texto ao líder americano e se reunir com ele. O general viajou para Washington depois de dois dias de reuniões em Nova York com o secretário de Estado dos EUA, Mike Pompeo. 

+ Braço direito de Kim Jong-un se reúne com Pompeo para preparar cúpula com Trump

+ Artigo: Donald Trump e a arte da enrolação

O encontro de Kim Yong-chol com Trump é mais um sinal de reaproximação entre os dois países. A cúpula que estava agendada para o dia 12 de junho em Cingapura foi suspensa pelo presidente americano, que depois recuou e disse que quer se reunir com o ditador norte-coreano. / Dow Jones Newswires e AFP

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.