Braço político do ETA apresenta comissão negociadora de paz

O braço político ilegal da ETA, o Batasuna, fez uma reunião nesta quarta-feira integrada por seis pessoas para participar do processo de paz no País Basco.Esta "comissão negociadora" surgiu com a idéia de participar de uma futura mesa de partidos que será criada no País Basco para abordar questões políticas, paralelamente com a negociação de paz que o governo espanhol firmou com o grupo terrorista.Os integrantes da comissão são Arnaldo Otegi, Rufi Etxeberría e Olatz Dañobeitia, representando as províncias bascas de Guipúzcoa e Vizcaya; pela região de Navarra estarão Elena Urabayen e Arantxa Santesteban; e Xabi Larralde, pelo País Basco francês.Na apresentação do órgão à imprensa, Otegi disse que agora é "um momento de extrema gravidade", e mesmo com o cessar-fogo da ETA o partido Batasuna continua sendo atacado.O presidente espanhol, José Luis Rodríguez Zapatero, disse no sábado que tem vontade de iniciar um diálogo com a ETA para se certificar que o cessar-fogo é real.Otegi considerou o cenário de o governo se sentar para conversar com a ETA como "kafkiano".Respondendo às declarações de Otegi, o ministro do Interior, Alfredo Pérez Rubalcaba, advertiu ao Batasuna que de fora da Lei dos Partidos Políticos, "não se pode fazer nada" para se abordar um possível processo de paz.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.