Reuters
Reuters

Brancos ganham 6 vezes mais que negros na África do Sul

Censo realizado em 2011 mostra que renda média da população aumentou, mas desigualdade ainda existe

AE, Agência Estado

31 de outubro de 2012 | 13h52

JOHANESBURGO - O Censo realizado pela África do Sul em 2011 mostra que a população branca do país ganha seis vezes mais dinheiro do que a negra quase duas décadas depois do fim do regime racista do Apartheid e apesar do aumento da renda dos sul-africanos, revelam dados divulgados hoje.

O presidente da África do Sul, Jacob Zuma, salientou que ainda resta muito a ser feito para melhorar a vida das pessoas e diminuir as disparidades entre ricos e pobres no país. Ao mesmo tempo, prosseguiu Zuma, o acesso a serviços básicos mais do que dobrou desde o fim do apartheid, em 1994.

O Censo de 2011 foi o terceiro realizado na África do Sul desde 1994. A população sul-africana cresceu e o país tinha 51,8 milhões de habitantes em outubro de 2011. O levantamento mostra ainda que os lares sul-africanos possuem mais televisores do que geladeiras e mais telefones celulares do que fornos.

Com AP

Tudo o que sabemos sobre:
África do Sulcenso

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.