Brasil aceita discutir Itaipu com Paraguai

O Brasil e Paraguai discutirão em janeiro a revisão do Tratado de Itaipu e uma possível renegociação da dívida de US$ 19,6 bilhões da hidrelétrica com o Tesouro Nacional. A decisão foi tomada durante um encontro entre os presidentes Luiz Inácio Lula da Silva e o paraguaio Fernando Lugo, paralelamente à Cúpula da América Latina e Caribe.Lugo assumiu anteontem a presidência temporária do Mercosul para o primeiro semestre de 2009. Sob suas ordens, a delegação do Paraguai já havia impedido a aprovação de duas medidas impulsionadas pelo Brasil, neste semestre, por serem consideradas essenciais para o aprofundamento da união aduaneira do Mercosul - o fim da dupla cobrança da Tarifa Externa Comum e o Código Aduaneiro Comum. Os paraguaios, segundo o chanceler Celso Amorim, não deram explicações concretas para essas obstruções.Ao ser questionado se a dívida de Itaipu faz parte dos débitos "ilegítimos" que seu país pretende reavaliar, Lugo afirmou que Itaipu era "intocável" e, agora, será possível "entrar nas contas" da hidrelétrica, com a auditoria na parcela paraguaia da dívida, de US$ 9,8 bilhões. "Podemos ter diferenças com o Brasil, mas elas não são para criar problemas , mas para promover o debate."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.