Brasil condena ataques a alvos israelenses no Quênia

O Brasil emitiu hoje um comunicado em que condena os atentados terroristas contra alvos israelenses em Mombasa, no Quênia - os quais qualificou de "atos trágicos" - e lamenta seu impacto no processo de paz no Oriente Médio. "O governo brasileiro reitera sua convicção de que tais atos, que de forma preocupante afetam agora outra região, prejudicam gravemente os esforços com vistas à retomada das negociações de paz com que está comprometida a comunidade internacional, estimulada ultimamente pela proposta conjunta do quarteto do Oriente Médio: EUA, ONU, União Européia e Rússia", diz o Itamaraty.A nota enfatiza que é indispensável o fim dos atos extremistas, responsáveis pela crescente espiral de violência e destruição. "Tais atos, ao realimentarem o ódio e a vingança das populações afetadas, em especial palestinos e israelenses, não só põem de lado os objetivos de paz e segurança, como também a criação de um Estado nacional palestino."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.