Bulphoto Agency/Reutres
Bulphoto Agency/Reutres

Brasil condena atentado contra turistas israelenses na Bulgária

Sete pessoas morreram e várias ficaram feridas após ônibus explodir

estadão.com.br,

18 de julho de 2012 | 20h46

BRASÍLIA - O governo brasileiro condenou, nesta quarta-feira, 18, o atentado contra turistas israelenses na Bulgária, que causou a morte de sete pessoas e deixou vários feridos. "O Governo brasileiro manifesta veemente repúdio ao atentado a bomba contra nacionais israelenses ocorrido hoje na cidade búlgara de Burgas", afirmou o Ministério das Relações Exteriores, por meio de um comunicado.

Veja também:

link Netanyahu responsabiliza Irã por ataque contra israelenses na Bulgária

video Vítimas tinham acabado de desembarcar de avião

"Ao manifestar seu pesar e solidariedade às famílias das vítimas, o Brasil reitera sua condenação a todo e qualquer ato de terrorismo", acrescentou a nota. O ataque foi perpetrado contra um ônibus que levava turistas israelenses. O veículo, com 47 pessoas, explodiu quando ainda estava no estacionamento do aeroporto de Burgas, destino turístico muito popular entre os israelenses.

Após a divulgação do ocorrido, autoridades de vários países expressaram sua condenação ao ataque, entre elas o presidente dos EUA, Barack Obama, classificando o atentado de "totalmente degradante". O primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, acusou o Irã como responsável pelo atentado e afirmou que seu país "reagirá com determinação".

Com Efe 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.