Brasil condena "veementemente" matança em Rafah

O Brasil anunciou, em nota do Ministério das Relações Exteriores, a sua posição de "mais veemente condenação às ações perpetradas pelas Forças de Defesa de Israel em Rafah, na Faixa de Gaza, as quais, por meio da ´Operação Arco-Íris´, resultaram na morte e em ferimentos de mais de 40 palestinos, inclusive crianças e manifestantes que protestavam de maneira pacífica". A nota do Itamaraty afirma que "o Brasil condena, igualmente, a intenção manifesta do governo israelense de dar continuidade às demolições de casas e à ofensiva contra os habitantes de Rafah." No texto, o governo brasileiro exorta o governo israelense "ao cumprimento da Resolução 1544 do Conselho de Segurança das Nações Unidas, que pediu o fim imediato das agressões." A nota oficial diz ainda que o governo do Brasil conclama o de Israel "a cessar as hostilidades e a prosseguir com o plano de retirada de Gaza, em conformidade com as diretrizes estabelecidas pelo Mapa do Caminho para a Paz."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.