Brasil convoca embaixador em Tel-Aviv para consultas

Em nota, Itamaraty disse ser 'inaceitável' o conflito entre Israel e os palestinos em Gaza e reiterou pedido de cessar-fogo 'imediato'

O Estado de S. Paulo

23 Julho 2014 | 21h18

O Ministério das Relações Exteriores do Brasil divulgou nesta quarta-feira, 23, uma nota afirmando que o País considera “inaceitável” o atual conflito entre Israel e os palestinos da Faixa de Gaza. O Itamaraty informou ainda que chamou para consultas o embaixador brasileiro em Tel-Aviv, Henrique Sardinha. 

“O governo brasileiro considera inaceitável a escalada da violência entre Israel e Palestina. Condenamos energicamente o uso desproporcional da força por Israel na Faixa de Gaza, do qual resultou elevado número de vítimas civis, incluindo mulheres e crianças”, afirma a nota oficial da chancelaria. De acordo com o Itamaraty, “o governo brasileiro reitera seu chamado a um imediato cessar-fogo entre as partes”.

O ministério declarou que o Brasil optou por votar favoravelmente à condenação do Conselho de Direitos Humanos da ONU à ofensiva israelense em virtude da “gravidade da situação”. “Além disso, o embaixador do Brasil em Tel-Aviv foi chamado a Brasília para consultas.”

Na semana passada, Brasília já havia divulgado uma nota diplomática condenando os ataques israelenses. 

Mais conteúdo sobre:
Israel Palestina Faixa de Gaza Itamaraty

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.