Brasil critica EUA em negociação sobre a Síria

O Brasil fará hoje, na ONU, um duro ataque contra a "seletividade" dos EUA no tratamento da repressão nos países árabes, denunciando a "radicalização" de Washington. O Itamaraty não votará contra a resolução proposta pelos EUA, que pede investigações contra a Síria e condena a violações dos direitos humanos, mas aproveitará a reunião para acusar Washington de adotar "dois pesos e duas medidas" nos conflitos no mundo árabe.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.