Brasil deve pagar mais por gás, diz oposição

Líderes de oposição na Bolívia concordaram ontem em exigir um aumento no preço do gás natural que a Bolívia exporta para o Brasil e a Argentina. A decisão foi tomada pelos líderes da região do Chaco (sul), onde estão as maiores reservas de gás do país. Eles querem que o governo aumente o preço do gás para US$ 18. Brasil e Argentina pagam US$ 5 por milhar de BTU (unidade térmica britânica). Os Departamento opositores de Tarija, Santa Cruz e Chuquisaca também anunciaram o bloqueio, a partir de segunda-feira, das estradas de acesso à Argentina e ao Paraguai, como parte de sua ofensiva contra o presidente Evo Morales. A cidade de Sucre, controlada pela oposição, começou ontem a sofrer escassez de alimentos por causa do bloqueio das estradas promovido por partidários de Evo contra a governadora Savina Cuellar.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.