Brasil doa US$ 200 mil em produtos para sobreviventes na China

Doações deixam capital chinesa de trem nesta tarde para a província atingida pelo terremoto há uma semana

Cláudia Trevisan, de O Estado de S. Paulo,

19 de maio de 2008 | 11h56

O Brasil doou nesta segunda-feira, 19, o equivalente a US$ 200 mil em produtos para os sobreviventes do maior terremoto da China em três décadas. As doações foram colocadas em nove vagões de trem que saíram nesta tarde de Pequim para a província de Sichuan, onde o tremor ocorreu há uma semana.   Veja também: China observa luto pelos mais de 34 mil mortos em terremoto China calcula US$ 9,5 bi de perdas Ouça o relato da jornalista Cláudia Trevisan  Mapa da destruição na China  Entenda como acontecem os terremotos  Especial: antes de depois da tragédia Vídeo com imagens do terremoto  Vídeo com imagens do resgate    Na terça-feira haverá uma cerimônia solene para entrega da doação no Ministério das Relações Exteriores pelo embaixador brasileiro em Pequim, Luiz Augusto de Castro Neves. Os produtos doados são 490 barracas, 4.260 agasalhos, 2 mil cobertores, 4 mil caixotes de macarrão instantâneo e 24 mil garrafões de água mineral.   Nesta segunda, o governo chinês fez apelo à comunidade internacional pela doação de barracas aos desabrigados, que somam 4,8 milhões de pessoas. Até agora, a China recebeu ajuda de 13 países e de 60 organizações internacionais. No domingo, dois aviões militares americanos pousaram em Chengdu, capital de Sichuan, carregados de alimentos, água, cobertores e geradores.

Tudo o que sabemos sobre:
Chinaterremoto

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.