Brasil doará ajuda humanitária a vítimas de vulcão no Equador

Os Governos do Brasil e do Chile doarãoajuda humanitária para os equatorianos que ficaram desabrigados coma erupção do vulcão Tungurahua, ocorrida no último dia 17, informouNeste sábado a Chancelaria do Equador. A Embaixada do Brasil anunciou que doará 14 toneladas de porçõesalimentícias e remédios, que serão transportadas em um vôo especialda Força Aérea Brasileira (FAB). Já a doação de dez toneladas de ajuda humanitária por parte doChile compreende 400 caixas de alimentos, cada uma para uma famíliade quatro a cinco pessoas, para uma semana. Além disso, o Chiledoará 300 colchonetes, 100 tendas de campanha e 30 mil fraldasDescartáveis. O embaixador da Coréia do Sul, Kyung Surk Kin, também anunciouuma contribuição financeira, informa o comunicado. Quatro pessoas morreram devido à erupção, enquanto outras duasseguem desaparecidas, embora a Defesa Civil e as autoridadesregionais as dêem por mortas ao considerar que seus corpos foramsepultados por milhares de toneladas de material incandescenteemanados do Tungurahua, em sua maior erupção ao longo dos últimos120 anos. Pelo menos 60 pessoas ficaram feridas por queimaduras ou pelaqueda de rochas, enquanto milhares de animais morreram e hectares deterras cultiváveis ficaram improdutivas pelas cinzas. Segundo José Grijalva, diretor da Defesa Civil, serão necessáriosmais alimentos e remédios para atender por várias semanas mais de 19mil pessoas que se encontram refugiadas em albergues temporários.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.