Brasil e Argentina apóiam luta contra o terror e a miséria

O presidente Fernando Henrique Cardoso, em pronunciamento conjunto com o presidente argentino, Fernando de la Rúa, disse que está enviando carta a outros presidentes e ao secretário-geral da ONU, Kofi Annan, manifestando solidariedade e cooperação à luta contra o terrorismo, mas cobrando que os países se unam da mesma forma para colaborar e prestar solidariedade à luta dos países pelo desenvolvimento. Segundo FHC, a luta contra a miséria é fundamental para se garantir a paz, que os povos estão buscando neste momento. FHC disse que os Estados Unidos, "após o ataque covarde" de 11 de setembro, sentiram necessidade de dialogar com as Nações. "O que vai acontecer daqui para adiante será bem diferente do que aconteceu até 11 de setembro." Leia o especial

Agencia Estado,

08 Outubro 2001 | 17h12

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.